Como gerenciar a demanda contratada de energia?

Quando uma sua empresa já tem ciência do que é a demanda de energia contratada e já conseguiu se adequar à demanda ideal, podem surgir outras dúvidas como: como otimizar essa demanda para reduzir meus custos? No final das contas, é possível gerenciar a demanda contratada de energia?

Sim, é possível gerenciar a demanda contratada de energia!

E isso vai ajudar – e muito – a reduzir seus custos com energia elétrica. A primeira coisa que você, ou sua área de utilities, tem que fazer é saber fazer uma leitura adequada da sua fatura de energia elétrica.

Fazendo isso, agora é hora de verificar, passo a passo a demanda de energia contratada.

Saiba o que é a demanda de energia contratada

A demanda de energia contratada é um custo gerenciável e existem diversas formas de avaliá-lo. O que você vai prontamente perceber, caso ele não esteja adequado, um aumento na sua fatura de energia vindo de multa.

Outra forma de você estar gastando sem necessidade com a demanda contratada é pagar por uma demanda que sua empresa não está utilizando na totalidade. Mas, como saber gerenciar para não ter custos desnecessários?

Como eu gerencio a demanda de energia contratada?

Bom, você pode:

  1. modificar o contrato de fornecimento de energia elétrica com a distribuidora
  2. instalar controladores de demanda 
  3. desenhar processos para que as máquinas não estejam todas ligadas ao mesmo tempo.

Ok, mas como faço isso?

Bom, o primeiro item é mais fácil de ser feito. Assim que você identificar que a sua demanda contratada de energia não está sendo totalmente utilizada ou está excedendo, basta entrar em contato direto com a concessionária e modificar a demanda. Atenção: o pedido de mudança da demanda contratada pode ser feito a qualquer momento, mas não pode ser refeito pelo período de 12 meses. A distribuidora pode atender o pedido em até 30 dias.

Existe um período de testes da demanda de energia contratada garantido pela Aneel, pela Resolução Normativa 414/2010. Ele dura 90 dias.

Para aumentar a demanda:

  1. entrar em contato com a distribuidora que enviará um novo Contrato de Uso do Sistema de Distribuição (CUSD)
  2. o período de testes de 90 dias começa a correr, mas há um limite de 50% sobre o aumento requisitado inicialmente
  3. o período de testes pode ser prorrogado com devidas justificativas

Para diminuir a demanda:

  1. Nos 30 dias que a concessionária tem direito, será feito um recálculo para avaliar o impacto da diminuição
  2. Depois a concessionária envia o CUSD que começa a valer pelos próximos 90 ou 180 dias, de acordo com a tensão

Como otimizar processos para otimizar os custos?

Nos outros dois casos de modificação da energia contratada, é interessante contar com ajuda especializada. Sua equipe de utilities pode dar conta, caso consiga identificar a falha na contratação da demanda, mas tanto os controladores quanto o estabelecimento do processo de ligamentos de máquinas, pode necessitar de profissionais direcionados a isso.

Isso porque instalar controladores e desenhar processos implicam em otimizações, melhorias no consumo de energia elétrica. Aqui, é importantíssimo manter o olho aberto para verificar se eles atingem o mínimo da demanda ou se não excedem a demanda.

Tenha uma equipe para gerenciar a demanda de energia contratada 

Se você optar por fazer o gerenciamento de demanda contratada com profissionais, a redução de custos na sua fatura energética pode ser de forma otimizada.

Aqui na Eccosave, usamos uma metodologia cujo norte se resume a uma frase: “Não é possível fazer projetos de eficiência sem conhecer seus custos no detalhe”. Isso quer dizer que é um agente especializado que vai identificar gaps e orientar para melhorias contínuas no seu projeto de eficiência energética.

Quer saber como a gente faz isso? Saiba mais sobre nosso BPO de Utilities:

Quero saber sobre otimizar meus custos com profissionais especializados

Leia também:

Custos operacionais: saiba para onde o dinheiro da empresa está indo

Como ler a fatura de energia da empresa?

O que é demanda de energia contratada?