Artigos mais lidos

Quer receber as novidades do nosso blog?

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente todas as novidades do nosso blog!

Fique tranquilo. Seu e-mail está completamente seguro com a gente.

Como calcular e aumentar EBITDA visando o lucro da empresa?

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
como-aumentar-ebitda

Quando você avalia a lucratividade da sua empresa certamente está em cima do resultado da operação do negócio. E, se pensa no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, está pensando no EBITDA. Para contabilistas e administradores, o principal questionamento em relação a esse assunto é como aumentar o EBITDA e saber mais sobre a lucratividade. Vamos descobrir?

Como calcular EBITDA?

Um dos maiores desafios é aumentar o EBITDA sem cortar capital humano ou sem perder qualidade em cenários extremamente competitivos. O que se tem que ficar de olho – e que investidores que analisam sua empresa também vão ver – é quanto de dinheiro sua empresa gera com sua atividade principal.

Para calcular EBITDA (acrônimo em inglês para earnings before interest, taxes, depreciation and amortization) deve-se ir ter em mãos alguns elementos da Demonstração de Resultados (DRE) e fazer a conta: EBITDA = lucro operacional líquido (EBIT) + depreciações + amortizações. Lembre-se que o EBIT é a Receita líquida de vendas – Custo dos produtos vendidos – Despesas operacionais.

Como aumentar o EBITDA para melhorar a imagem da sua empresa

Analistas de ações frequentemente avaliam a geração de caixa operacional medida pelo  EBITDA por ele ser mais “puro” e impossibilitar algumas manobras contábeis que deixem os resultados mais “robustos”, por assim dizer.

Mas, é importante usar métodos corretos para a otimização de processos (o Toyotismo, processos como Lean, Six Sigma são exemplos). No entanto, as metodologias mais usadas focam no produto da empresa e muito dinheiro acaba desperdiçado ao não analisar alguns itens nas faturas das contas, nas otimizações de processos internos, no consumo de recursos.

Quando falamos sobre empresas cujo espaço físico são edifícios, por exemplo, é necessário ter uma atenção redobrada e ficar de olho nos gastos energéticos que envolvem o cálculo de EBITDA e como otimizar os processos.

Aumentar o EBITDA por meio de um controle mais próximo

Edifícios podem ser desafiadores para otimizar processos quando se fala eficiência energética e de água. Segundo o Balanço Energético Nacional (EPE_2017),  os edifícios são hoje responsáveis por 51% do consumo de energia elétrica do Brasil, ou seja, exatamente por detalhe que as empresas devem redobrar a atenção na evolução dos seus custos de energia.

Para algumas gestões, fazer o controle via planilha no Excel pode parecer viável. No entanto, quais são as informações reais que saem dessas tabelas? Qual o custo total? Qual localidade enviou a conta? Essa planilha faz a gestão do processo também?

Se a companhia tiver, por exemplo, o controle de 5 endereços, 10 ou 12 contas, é mais fácil. Mas, imagine gerenciar de 400 ou 1000 contas? Imagine quantas colunas e linhas as tabelas iriam atingir! E deixar de fora um número pode ser crucial: uma conta não paga é um corte certo feito pela concessionária

Ter números alterados, cortes de energia (entre outros problemas) pela falta de um acompanhamento mais próximo e detalhado é ainda a realidade de muitas empresas – empresas de grande porte inclusive. Um acompanhamento focado diminui essas possibilidades, ajudam a aumentar lucratividade e aumentar o EBITDA também.

BPO de facilities: invista em um processo otimizado para aumentar o lucro da sua empresa

E se todo esse processo pudesse ser feito de maneira autônoma, com controle via software? A tendência natural é que essas perdas diminuíssem, a otimização passasse a ser uma realidade recorrente e houvesse um aumento de EBITDA. 

Muitas vezes, dentro da gestão, é quase impossível manter a cultura da proximidade com gastos recorrentes e observação de oportunidades para aumento de lucro. É então que entra o BPO de utilities.

O BPO de utilities consegue, além de tudo que foi citado acima, auxiliar no benchmark interno das suas localidades, ou seja, uma comparação em que  é possível visualizar a sua localidade mais eficiente e o comportamento do todo relacionado a uma média geral, além da evolução histórica desses resultados.

Perceba que contar com um BPO de utilities, neste caso, é imprescindível para a entrega de um propósito de otimização dos custos e aumento de lucro. Uma solução prática e assertiva para quem busca aumentar o EBITDA da empresa.

Quando associado a outros processos de redução de custos, o resultado é ainda melhor. 

Escolher suas métricas e contar com o acompanhamento profissional desses números dando à sua equipe mais tempo e espaço para pensar na estratégia para aumentar ainda mais o EBITDA, é uma saída inteligente. Dê um passo à frente na sua gestão e saiba mais sobre o BPO de utilities. 

Quero conhecer mais sobre BPO de utilities

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Autor

Fechar Menu
pt_BRPortuguês do Brasil
es_PEEspañol de Perú pt_BRPortuguês do Brasil