O que é demanda de energia elétrica contratada?

Saber como ler a fatura de energia elétrica na sua empresa é um grande ativo para o seu time e pode diminuir substancialmente os seus custos operacionais. Quem já entende como fazer isso, sabe que um dos itens que constam no documento é a demanda, demanda ponta ou demanda fora ponta. Mas, afinal, o que é a demanda de energia?

O que é a demanda de energia elétrica contratada? 

A demanda de energia elétrica nada mais é que a capacidade (potência em kW) que qualquer unidade consumidora de energia precisa para que suas necessidades dessa comodity sejam supridas.

Muitas pessoas confundem demanda de energia elétrica com consumo de energia elétrica, mas são duas coisas bem diferentes.

Imagine que você tem um recipiente em que cabem dois litros de água. A capacidade desse recipiente é de 2 litros. Agora, imagine que sejam colocados 1,5 litro e meio ali, num período de 2 minutos. A demanda é a capacidade – no nosso exemplo, 2 litros – e o consumo é o que foi usado dessa capacidade em um determinado tempo – no nosso exemplo, 1,5 litro em 2 minutos.

Por que existe o mapeamento de demanda de energia elétrica pelas distribuidoras?

Para que o sistema de distribuição de energia elétrica funcione sem maiores problemas e haver o atendimento correto dos usuários, existe o mapeamento e contratação da demanda de energia elétrica. 

É importante saber qual o limite máximo de utilização da energia em todos os momentos de consumo. Esse limite é a soma de toda sas cargas instaladas na unidade consumidora, que estão trabalhando simultaneamente (expressa em kW)

Por que é importante saber qual a demanda de energia elétrica? 

Quando uma empresa faz a contratação da demanda de energia elétrica juntamente à operadora, é primordial saber exatamente o que se está contratando. Isso porque o faturamento da demanda – valor mínimo que a unidade consumidora paga – varia de acordo com o contratado para o período. 

Ou seja, mesmo se a demanda não for completamente utilizada, o preço será cobrado.

Caso na sua empresa seja contratado uma demanda não totalmente usada, você ainda terá que pagar o mínimo. Se a demanda for excedida, a distribuidora de energia aplica uma multa em que a tarifa do quilowatt excedido custa 3 vezes mais que o valor da demanda contratada. Isso varia de de acordo com o tipo de consumidor (Grupo A ou B).

Como funciona a cobrança de demanda de energia elétrica para o Grupo A?

Segundo a Aneel, o Grupo A (Grupo de alta tensão) são as unidades consumidoras com fornecimento em tensão igual ou superior a 2,3kV. 

Esse grupo subdivide-se em outros grupos. Cada subdivisão tem uma margem de tolerância estabelecida de acordo  om o nível de tensão fixado para a unidade consumidora.

Sua empresa faz parte de que subdivisão? Cheque na sua fatura.

O limite de tolerância para unidades consumidoras do Grupo A em nível de tensão igual ou menor a 34,5 kV é de 10%. As que estão em níveis de tensão maiores que 34.5kV têm 5% de limite de tolerância.

Essa tolerância deve ser contratada na hora de contratar a demanda que vai atender sua empresa.

Agora que você sabe o que é a demanda de energia contratada, que tal saber como pode otimizar os seus custos com energia elétrica? Aqui na Eccosave temos uma equipe especializada e uma metodologia exclusiva para identificar e otimizar os números da conta da sua empresa. Vamos com a gente?

Sim, quero saber mais como reduzir meus custos com energia elétrica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.